expr:class='"loading" + data:blog.mobileClass'>

Live Webcam SPOTAZORES

Live Webcam SPOTAZORES
Santa Cruz da Graciosa

quarta-feira, janeiro 07, 2015

Mais milhões a caminho.... de onde?

Os Açores vão entrar em 2015 com algumas razões para acreditar em dias melhores. Após o aumento do salário mínimo, congelado por Sócrates e sem qualquer movimento de lamento por parte do socialismo açoriano. Passando pela nova e aliciante forma de mobilidade da região com o exterior, através da substancial redução do preço das viagens dos residentes, que não irão pagar mais do que 134 euros para se deslocar para fora dos Açores, numa corajosa adopção de novas obrigações de serviço público de transporte aéreo com o exterior, sem que tenha havido até hoje semelhante descida do preço das viagens, mesmo quando os governos do PS, de cá e de lá, diziam que morriam de amores pelo actual modelo de transporte aéreo. E com a perspectivada descida de impostos nos Açores, que não terá paralelo a nível nacional, desde logo no IVA, esse imposto cego que todos pagam por igual - se bem que uns pagam com grande dificuldade e sacrifício - mas que, graças a uma insistência firme do PSD Açores, irá baixar na Região, ainda que para o Governo Regional e para o partido que o suporta isso seja uma grande inconveniência, dado que apenas se preocupam com as disponibilidades para gastar a belo prazer, na medida do que lhes dá satisfação eleitoral, e havendo menos receita fiscal, logo haverá menos fartura para esbanjar.

A somar a estas boas notícias, junta-se o maná das verbas comunitárias, mais um, que dará nova oportunidade para os Açores poderem fazer bom uso dos mais de 1400 milhões de euros que a Europa se disponibiliza para ajudar a nossa região a sair da cauda dos indicadores sociais.

Curiosamente, é esta mesma Europa que os Socialistas querem ver mudada, como que anunciando apenas os alegados defeitos das políticas de austeridade, para profetizar as desgraças colectivas como tendo origem na forma de governança a pensar na equidade intergeracional que, paradoxalmente, vai possibilitando um orçamento comunitário capaz de geral a solidariedade patente na continuidade de quadros comunitários em que regiões como a nossa recebem milhares de milhões de euros.

Será esta talvez a derradeira oportunidade dos Açores aproveitarem os rios de dinheiro para alterar substancialmente a insustentabilidade de uma região que, infelizmente, continua a não ser capaz de gerar riqueza e emprego que ponham fim a este estigma da mão estendida a que nos condenam governos que, sucessivamente, se alheiam da necessidade de alterar o modelo social e económico em que mergulharam a região, que depois de milhares de euros recebidos parece não terem ainda encontrado a forma de se organizar sem que seja apenas com algumas parcelas da sociedade a desfrutar de um sem fim de benesses, sempre pagas aos milhões, mas rendendo apenas tostões.

Se as perspectivas de um ano de 2015 são um pouco melhores por algumas boas notícias que podem potenciar algumas melhorias nos Açores, o facto de voltarem a ser os mesmos a gerir os milhões da Europa, com as mesmas vontades de se servir desses programas para se perpetuarem no poder, não pode deixar de preocupar pois não podemos desperdiçar mais esta oportunidade.

Nesta época natalícia e de final de ano temos, também, a obrigação de pensar no nosso futuro colectivo.

A todos desejo umas Festas Felizes!

 

 (Publicado no DI, AO, RG e TC.F)

 

 

Sem comentários: